2017-26 Bem Comum e Gestão Urbana

Accesos: 1328
Área(s) temática(s):
Estado:
En progreso
JRESEARCH_PROJECT_LEADERS:
Fernando Bessa
JRESEARCH_PROJECT_MEMBERS:
Renata Callaça Gadioli dos Santos Luiz Fernando Macedo Bessa; Fernando Bessa
JRESEARCH_START_DATE:
2017-09-01
JRESEARCH_DEADLINE:
2019-09-01

Publicaciones/Documentos

  • Ação colaborativa como alternativa de desenvolvimento territorial na Amazônia Paraense. 2017. VIII Congreso Internacional en Gobierno, Administracion y Politicas Publicas. Madrid, España, Septiembre. [Más] 
  • Educação e cidadania na gestão do trânsito no Para: um estudo de caso no DETRAN/PA. 2017. VIII Congreso Internacional en Gobierno, Administracion y Politicas Publicas. Madrid, España, Septiembre. [Más] 
  • Os movimentos sociais urbanos em Natal: um olhar acerca de sua atuação e da relação com os espaços institucionalizados de participação social. 2017. VIII Congreso Internacional en Gobierno, Administracion y Politicas Publicas. Madrid, España, Septiembre. [Más] 
  • Cidades em Debate: uma ambiência dialógica para o planejamento e a gestão urbana na Região Metropolitana do Cariri – Brasil. 2017. VIII Congreso Internacional en Gobierno, Administracion y Politicas Publicas. Madrid, España, Septiembre. [Más] 
  • Gestão social de bens comuns urbanos no contexto da cidade justa, democrática e sustentável: o caso da Orla do Portal da Amazônia, em Belém (PA). 2017. VIII Congreso Internacional en Gobierno, Administracion y Politicas Publicas. Madrid, España, Septiembre. [Más] 
Descripción:

Poster Cartel 2017 1


Hannah Arendt assevera que o homem ao viver na polis envolve-se necessariamente com a ação, com algum sistema político e, consequentemente, com valores também políticos. Discutir o bem comum como um princípio e estratégia política para a gestão e desenvolvimento de cidades pode nos sugerir pontos de vista inesperados e caminhos futuros, tais como : a intersetorialidade de políticas públicas, a complexidade dos fatos em suas variadas dimensões, a coparticipação de atores, a descentralização de poderes, a descoberta de novos e não tradicionais bens comuns, novas formas de ação colaborativa, um novo sistema de normas ou outros novos pontos. Trabalhos que tratem de relacionar o debate teórico, as experiências práticas e metodológicas que envolvam a leitura do bem comum na construção de políticas públicas e gestão de cidades/metrópoles e que busquem renovar as abordagens sobre o desenvolvimento territorial serão muito bem-vindos.

_____________