Capacidade como poder de agir: caminhos para o desenvolvimento de políticas publicas

Marília Gonçalves Dal Bello,
Abstract:
O presente trabalho tem como objetivo tecer uma análise sobre a concepção de capacidade segundo estudos de Amartya Sen a partir de reflexões de estudiosos do Centre d’etue des mouvements sociaux, vinculado a École des Hautes Études em Sciences Sociales (EHESS) de Paris. Os autores Zimmermann et al (2008) ao defender a concepção de capacidade como meio de agir, desenvolve um conjunto de argumentos, cuja proposição é a de completar o pensamento de Amartya Sen. Isso possibilita a compreensão de que, para além da dimensão individual, valorizada para o alcance de oportunidades e recursos ofertados no âmbito das políticas públicas, é preciso reconhecimento no campo normativo institucional. Para tanto, a construção de bases informacionais compatíveis com as dinâmicas flexíveis, capaz de captar hetergenidades de territórios e indivíduos é um imperativo na definição de prioridades para a operacionalização das políticas públicas.
Área(s) temática(s):
Año:
2016
Tipo de publicación:
Paper/Extenso Congresos GIGAPP
Número:
2016-223
Serie:
VII Congreso Internacional en Gobierno, Administración y Politicas Públicas. GIGAPP 03-05 octubre 2016.
Dirección:
Madrid, España
Organización:
GIGAPP. Asociación Grupo de Investigacion en Gobierno, Administración y Políticas Públicas
Mes:
Octubre
Comentarios:
O trabalho proposto é parte da tese de doutorado intitulada Capacidade Protetiva de Famílias: "Olhares Sobre as Desigualdades Territoriais, defendida em Dezembro de 2015". Os estudos desenvolvidos é parte ainda da proposta de estudos do Núcleo de Estudos em Seguridade e Assistência Social (NEPSAS) vinculado a Pontíficia Universidade Católica de São paulo-PUC-SP. Para o desenvolvimento dos resultados apresentados houve o financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes.
Hits: 1987