A satisfação com a vida, o bem-estar subjetivo e o bem-estar psicológico em estudos com pessoas idosas

Palabras clave: Satisfacción con la vida, ienestar subjetivo, Bienestar psicológico, Personas mayores

Resumen

Revisión de literatura con el objetivo de comprender aspectos relacionados con la satisfac-ción con la vida (SCV), el bienestar subjetivo (BES) y el bienestar psicológico (BEP) en investigaciones con personas mayores. Se han utilizado artículos encontrados en la Biblioteca Virtual de Salud - BVS, publicados entre 2008 y 2018. De los artículos seleccionados 09 tratan sobre SCV, 06 sobre BES y 03 de BEP. Hay un predominio de la investigación con un enfoque cuantitativo que asocia variables como: capacidad funcional; imagen corporal; condición de cuidador; funciones cognitivas; habilidades sociales; asistencia a una universidad abierta para personas mayores; religiosidad; autoestima; autoeficacia; actitud hacia el envejecimiento; apoyo social. La percepción de las personas mayores sobre sí mismas parece estar correlacionada con la salud global y comprende aspectos físicos, psicológicos, sociales y relacionales. La investigación muestra investigaciones e intervenciones que favorecen la construcción de prácticas psicosociales y políticas públicas que tienen como objetivo el bienestar de los sujetos y una mejor calidad de vida.

Biografía del autor/a

Alexandre Ferreira Soares, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Alexandre Ferreira Soares: Graduação em psicologia. Mestrando do programa de pós-graduação em psicologia da Universidade Federal do Amazonas.

Denise Machado Duran Gutierrez, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Machado Duran Gutierrez, Denise: Graduação em psicologia. Doutora em saúde pública. Professora da Universidade Federal do Amazonas.

Gisele Cristina Resende, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Resende, Gisele Cristina: Graduação em psicologia. Doutora em Psicologia. Professora da Universidade Federal do Amazonas.

Citas

Albuquerque, F., Sousa, F. M. & Martins, C. R. 2010. “Validação das escalas de satisfação com a vida e afetos para idosos rurais”. Psico Revista de Psicologia da PUCRS, 41: 85-92. http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/5110/5220
Almeida, O. P., & Almeida, S. A. 1999. Confiabilidade da versão brasileira da escala de depressão em geriatria (GDS) versão reduzida. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, 57: 421-426. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1999000300013.
Brucki, S.M.D.; Nitrini, R.; Caramelli, P.; Bertolucci, P.H.F. & Okamoto, I.H. 2003. Sugestões para o uso do mini-exame do estado mental no Brasil. Arquivos de Neuropsiquiatria, 61: 777-81. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000500014.
Cachioni, M., Delfino, L. L., Yassuda, M. S., Batistoni, S. S. T., Melo, R. C. de, & Domingues, M. A. R. da C. 2017. Bem-estar subjetivo e psicológico de idosos participantes de uma Universidade Aberta à Terceira Idade. Revista Brasileira de Geriatria E Gerontologia, 20: 340–351. https://doi.org/10.1590/1981-22562017020.160179
Caldeira, R. de B., Neri, A. L., Batistoni, S. S. T., & Cachioni, M. 2017. Variáveis associadas à satisfação com a vida em cuidadores idosos de parentes também idosos cronicamente doentes e dependentes. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 20: 502-515. https://dx.doi.org/10.1590/1981-22562017020.160177
Cardoso, M. C. da S., & Ferreira, M. C. 2009. Envolvimento religioso e bem-estar subjetivo em idosos. Psicologia: Ciência e Profissão, 29: 380-393. https://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932009000200013
Carneiro, R. S., & Falcone, E. M. de O. 2013. O desenvolvimento das habilidades sociais em idosos e sua relação na satisfação com a vida. Estudos de Psicologia (Natal), 18: 518-526. https://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2013000300012
Chatters, L. M., Levin, J. S., & Taylor, R. J. 1999. Antecedents and dimensions of religious involvement among older black adults. Journal of Gerontology, 47: 269-278. DOI: 10.1093/geronj/47.6.s269
Dutra, F. C. M. S., & Silva, H. R. 2014. O Bem-estar subjetivo, funcionalidade e apoio social em idosos da comunidade. Revista Estudos interdisciplinares e envelhecimento, 19:775-791. https://seer.ufrgs.br/RevEnvelhecer/article/viewFile/43389/33285.
Diener, E.; Emmons, R A.; Larsen, R J., & Griffin, S. 1985. The Satisfaction With Life Scale. Journal of Personality Assessment, 49:71-75. https://doi.org/10.1207/s15327752jpa4901_13.
Galinha, I. C. 2008. Bem-estar subjectivo: Factores cognitivos, afectivos e contextuais. Coimbra: Quarteto Editora.
Goldenberg, M. 2011. Corpo, envelhecimento e felicidade na cultura brasileira. Contemporânea, ed. 18, 9: 77-85. https://doi.org/10.12957/contemporanea.2011.2143
Gomes, M. C. S., Tolentino, T. M., Maia, M. F. M., Formiga, N. S., & Melo, G. F. 2016. Verificação de um modelo teórico entre bem-estar subjetivo e autoestima em idosos brasileiros. Revista Brasileira Ciência e Movimento, 24:35-44. http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v24i2.5261
Irigaray, T. Q., Schneider, R. H., & Gomes, I. 2011. Efeitos de um treino cognitivo na qualidade de vida e no bem-estar psicológico de idosos. Psicologia: Reflexão e Crítica, 24: 810-818. https://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722011000400022
Irigaray, T. Q., Trentini, C. M.; Gomes, I., & Schneider, R. H. 2011. Funções cognitivas e bem-estar psicológico em idosos saudáveis. In: Estudos interdisciplinares sobre o envelhecimento. Porto Alegre, 16: 215-227. http://seer.ufrgs.br/RevEnvelhecer/article/view/18613.
Joia, L., & Ruiz, T. 2013 . Satisfação com a Vida na Percepção dos Idosos. Revista Kairós Gerontologia, 16:79-102. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2013v16i4p79-102
Mascarenhas, S. A. N., & Gutierrez D. M. D. 2016. Bem-estar psicológico e cidadania no Amazonas. Revista AMAzônica, Ano 9, 27: 286-311. https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6534692.
Neri, A.L., Cachioni, M. & Resende, M.C. 2002. Atitudes em relação à velhice. In: Freitas, E.V. et al. Tratado de Geriatria e Gerontologia: 972-80. Rio de Janeiro (RJ): Guanabara Koogan. https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/viewFile/13798/10187
Organização Mundial da Saúde (OMS). 2005. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/envelhecimento_ativo.pdf
Pinto, J. M., & Neri, A. L. 2013. Factors associated with low life life satisfaction in community-dwelling elderly: FIBRA Study. Cadernos de Saúde Pública, 29: 2447-2458. https://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00173212
Queroz, N. C., & Neri, A. L. 2005. Bem-estar Psicológico e Inteligência Emocional entre Homens e Mulheres na Meia-idade e na Velhice. Psicologia: Reflexão e Crítica, 18: 292-299. http://www.scielo.br/pdf/prc/v18n2/27481.pdf
Riberto M, Miyazaki MH, Jorge Filho D, Sakamoto H, & Battistella LR. 2001. Reprodutibilidade da versão brasileira da Medida de Independência Funcional. Acta Fisiatr, 8:45-52. https://doi.org/10.5935/0104-7795.20010002
Rigo, L., Basso, K., Pauli, J., Cericato, G. O., Paranhos, L. R., & Garbin, R. R. 2015. Satisfação com a vida, experiência odontológica e autopercepção da saúde bucal entre idosos. Ciência & Saúde Coletiva, 20: 3681-3688. https://dx.doi.org/10.1590/1413-812320152012.18432014
Rodrigues, I.G., & Ruscalleda, R.M.I. 2009. Satisfação com a vida e senso de autoeficácia para quedas em idosos. Rev Bras Clin Méd. 7:413-7. http://files.bvs.br/upload/S/1679-1010/2009/v7n6/a012.pdf.
Seligman, M.E.P. 2004. Felicidade autêntica: usando a nova psicologia positiva para a realização permanente. Rio de Janeiro: Objetiva.
Silva, L., Farias, L., Oliveira, T., & Rabelo, D. 2013. Atitude de idosos em relação à velhice e bem-estar psicológico. Revista Kairós : Gerontologia, 15: 119-140. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2012v15i2p119-140
Souza, M. T. de, Silva, M. D. da, & Carvalho, R. de. 2010. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), 8: 102-106. https://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134
Sposito, G., Diogo, M.J.D., Cintra, F.A., Neri, A.L., Guariento M.E., & Sousa, M.L.R. 2010a. Relações entre bem-estar subjetivo e mobilidade e independência funcional por função de grupo de faixas etárias e de gêneros em idosos. Acta Fisiátr., 17:103-108. http://www.revistas.usp.br/actafisiatrica/article/view/103339
Sposito, G., Diogo, M. J. D., Cintra, F. A.., Neri, A. L., Guariento, M. E., & De Sousa, M. L. R.. 2010b. Relações entre o bem-estar subjetivo e a funcionalidade em idosos em seguimento ambulatorial. Brazilian Journal of Physical Therapy, 14: 81-89. https://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552010000100013
Sposito, G., D'Elboux, M. J., Neri, A. L., & Guariento, M. E. 2013. A satisfação com a vida e a funcionalidade em idosos atendidos em um ambulatório de geriatria. Ciência & Saúde Coletiva, 18: 3475-3482. https://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232013001200004
Tomomitsu, M. R. S. V., Perracini, M. R., & Neri, A. L. 2014. Fatores associados à satisfação com a vida em idosos cuidadores e não cuidadores. Ciência & Saúde Coletiva, 19: 3429-3440. https://dx.doi.org/10.1590/1413-81232014198.13952013
Viana, H. B., & Santos, M. R. 2015. Análise de percepção da imagem corporal e satisfação com a vida em idosos praticantes de hidroginástica. Revista Kairós: Gerontologia, 18: 299-309. https://revistas.pucsp.br/kairos/article/view/27008/19157
World Health Organization (WHO). 2001. The world health report. Genebra. https://www.who.int/whr/2001/en/
World Health Organization (WHO). 2007. Global report on falls prevention in older age. Genebra. http://www.who.int/ageing/publications/Falls_prevention7March.pdf.
Publicado
2020-04-02
Cómo citar
Soares, A. F., Gutierrez, D. M. D., & Resende, G. C. (2020). A satisfação com a vida, o bem-estar subjetivo e o bem-estar psicológico em estudos com pessoas idosas. GIGAPP Estudios Working Papers, 7(150-165), 275-291. Recuperado a partir de http://www.gigapp.org/ewp/index.php/GIGAPP-EWP/article/view/186