Economia Criativa como instrumento para o Desenvolvimento nas sociedades do Bem Viver: El buen vivir e as Cidades Lentas

Panosso, Carlos Eduardo; Peres, Janaina Lopes Pereira
Abstract:
A Economia Criativa, que vem sendo apontada com alternativa para um "desenvolvimento sustentável", necessita de estudos empíricos afim de que se comprove tal hipótese ou não. Dois contextos sociais reais (El Buen Vivir, com uma perspectiva indígena e as Cidades Lentas, com uma perspectiva ocidental) emergem como casos a serem estudados por possuirem caracteríscas que suspostamente favoreceriam a aplicação de politicas voltadas para a Economia Criativa e capazes, portanto, de conciliar desenvolvimento econômico com sustentabilidade ambiental, social e diversidade cultural. Ambos contextos possuem características semelhantes e propostas de desenvolvimento relativamente parecidas. No entanto, fizeram trajetos hisóricos diferentes. Trata-se, portanto, de um estudo de caso, com um caráter etnográfico a fim de que se possa compreeender que sentido o desenvolvimento possui para as comunidades e culturas envolvidas. Porém, cabe resssaltar que se trata de um projeto de tese de doutorado ainda em andamento, com especulações teóricas, carecendo ainda d realização de trabalhos de campo que serão feitos proximamente.
Área(s) temática(s):
Año:
2016
Tipo de publicación:
Paper/Extenso Congresos GIGAPP
Número:
2016-066
Serie:
VII Congreso Internacional en Gobierno, Administración y Politicas Públicas. GIGAPP 03-05 octubre 2016.
Dirección:
Madrid, España
Organización:
GIGAPP. Asociación Grupo de Investigacion en Gobierno, Administración y Políticas Públicas
Mes:
Octubre
Nota:
AVISO IMPORTANTE: CUALQUIER PERSONA O PARTICIPANTE EN CONGRESO GIGAPP DEBERÁ REMITIR UN EMAIL AL AUTOR(A) PRINCIPAL, EN CASO QUE DESEE ACCEDER A UNA COPIA ELECTRÓNICA DE ESTE DOCUMENTO panosso@ifto.edu.br
Comentarios:
Trata-se de um projeto de tese de doutorado em andamento e que, portanto, possui apenas especulações de ordem teórica. Os trabalhos de campo ainda ocorrerão.
Hits: 2138